Sesc PR
Paraná
Sesc Cidadão
Sesc Cidadão

Sesc Cidadão

O Sesc Cidadão é um programa de responsabilidade social que transforma a vida das pessoas, por meio de atendimentos gratuitos a população de baixa renda, na área jurídica, emissão de documentos, serviços de saúde, assistência social e lazer.
O Justiça no Bairro Sesc Cidadão é realizado nos municípios paranaenses com o apoio de órgãos públicos, universidades, empresas e ONGs, etc. Em conjunto com o Justiça no Bairro o Sesc Cidadão promove o fortalecimento da família paranaense, ao longo das 200 edições do projeto já foram oficializados mais de 25.000 casamentos. 

O Justiça no Bairro

Criado no ano de 2003, pela então juíza titular da 4ª Vara de Família de Curitiba, hoje desembargadora, Joeci Machado Camargo, o Projeto Justiça no Bairro tem como principal finalidade a descentralização da prestação jurisdicional, sem custos, levando acesso à Justiça para a população economicamente vulnerável.

O projeto iniciou com ações quinzenais nas ruas da cidadania de Curitiba em 2003, em parceria com a prefeitura de Curitiba, e posteriormente se estendeu pelo o interior do estado. Segundo palavras da Desembargadora Joeci Machado Camargo “o Justiça no Bairro já começou grande”. O Projeto Justiça no Bairro se desenhou no sentido de proporcionar acesso à justiça de forma fácil e eficaz, chegando ao alcance de todos os que dela necessitarem.

O Sesc Cidadão

Em 2004 a Unidade do Sesc Portão iniciou estudos para fundamentar uma proposta que atendesse a demanda de documentos para a população economicamente vulnerável. A ideia era formatar um projeto anual, que oferecesse além da emissão de documentos, serviços de saúde, assistência social e lazer.

O Justiça no Bairro Sesc Cidadão

Em 2005, o Projeto Sesc Cidadão uniu-se ao Justiça no Bairro para integrar sua proposta ao que já era realizado desde 2003 em Curitiba pelo Projeto Justiça no Bairro, sob a coordenação da Desembargadora Joeci Machado Camargo.

O Justiça no Bairro Sesc Cidadão é realizado na capital e nas cidades do interior do Estado com o apoio de órgãos públicos, universidades públicas e privadas, empresas e ONGs que oferecem infraestrutura necessária, bem como funcionários e voluntários que auxiliam no atendimento.

O atendimento a população ocorre durante a semana, sendo realizadas audiências agendadas das demandas reprimidas da comarca, culminando com um grande evento aberto a população que ocorre aos sábados, com a emissão de documentos, ações culturais e recreativas, saúde preventiva, atendimentos jurídicos de forma espontânea, entre outros serviços ao público e finalizando com a realização do Casamento Coletivo.

Quer conhecer melhor o projeto? Clique aqui.