Paraná Junino – Compostagem: destinação correta do lixo orgânico

O inverno chegou, é tempo das deliciosas comidas juninas como pinhão, milho e bebidas quentes, sopas. Sabemos que depois do preparo das receitas ficam as cascas, as sementes e demais resíduos orgânicos.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública (Abrelpe), o Brasil produz 1,52 milhão de toneladas de lixo por semana, sendo que a maior parte deste material pode se transformar em adubo de excelente qualidade. Uma forma de produzir este adubo a um custo muito baixo é através da compostagem orgânica.

A compostagem é o processo de reciclagem em que o lixo orgânico é transformado em adubo, podendo ser usado na agricultura, em jardins e plantas para substituir o uso de produtos químicos, contribuindo para a redução de acúmulo de resíduos no planeta e na redução do aquecimento global.

Em época de festejos juninos, produzir uma composteira doméstica pode ser uma ótima opção para quem quer dar um melhor fim para o lixo orgânico gerado. Mas o que você pode colocar na sua composteira e o que não pode?

  • Pode colocar: frutas, verduras, legumes, grãos, erva de chimarrão, borra e filtro de café, casca de ovo, casca de pinhão, sabugo e palha de milho.
  • Coloque com moderação: frutas cítricas, alimentos cozidos, laticínios, flores e ervas medicinais ou aromatizadas, guardanapos e papel toalha.
  • Não coloque: carnes, limão, temperos fortes, líquidos, óleos e gorduras, fezes de animais domésticos, papéis.

Além de ajudar na conservação do meio ambiente, o uso da composteira caseira pode ser uma interessante ferramenta de educação ambiental para adultos e crianças, nas escolas e em casa.

Meu Sesc

Agora digite sua senha

Recuperar senha
Insira abaixo o seu login cadastrado ou o n˚ do seu Cartão Sesc e receba instruções e o link para criar uma nova senha.