O mundo Geek ocupou o Sesc da Esquina

45247526695_a093233f56_k

O Sesc da Esquina promoveu no último final de semana, nos dias 1 e 2 de dezembro, a primeira edição do Sesc Geek no Paraná. O evento reuniu centenas de entusiastas do universo nerd e da cultura pop, que puderam contar com diversas atrações, de jogos analógicos à realidade virtual.

O mundo Geek tomou conta do Sesc da Esquina e a heterogeneidade do público mostrou porque essa cultura tem virado tendência. Os geeks são aficionados por toda informação e entretenimento que envolva computadores, tecnologia, games, quadrinhos, RPGs, ficção científica e cultura pop contemporânea.

“A cultura Geek tem se apresentado como tendência e esse tipo de evento acontece com muita frequência em Curitiba, que tem se destacado como um polo geek. A ideia do Sesc é oferecer um evento gratuito a esse público que tem crescido nos últimos anos com o advento das novas tecnologias” destaca Carlos Alberto Holdefer, analista da Gerência de Esporte e Lazer do Sesc PR.

Com atrações para todos os gostos e idades espalhadas pelo prédio do Sesc o público pode se divertir com jogos, videogames e apresentações; apreender com as oficinas e workshops e conhecer novas tecnologias, como a demonstração de impressora 3D e jogos de realidade virtual.

Tecnologia e mercado

As tendências tecnológicas também propõem novos desafios para o mercado. No mundo dos games, por exemplo, há demanda por jogadores profissionais.  Emerson Antônio, instrutor do curso técnico programação em jogos digitais no Senac Portão, realizou uma palestra no evento sobre a aplicabilidade das novas profissões. “É um nicho que envolve muito dinheiro e cresce bastante, criando diversas profissões nesse mundo como: designers, produtores, engenheiros de som. E nessa palestra viemos mostrar os caminhos que o aluno pode seguir para entrar no mundo profissional dos games”, explica o professor.

Tendência oriental

O ginásio virou palco de dança pra os grupos de K-POP, com performances cover do ritmo coreano. Corine Verona, de 20 anos, encabeça o Cronos Dance Group que apresentou 8 coreografias e organizou outros 7 grupos para o Sesc Geek, ressaltou o empenho da equipe:  “Vale a pena dar o nosso melhor pra um evento que trata a gente muito bem”. Corine dá aulas de dança desse ritmo que tem ganhado cada vez mais adeptos. “As pessoas gostam da música e da dança que misturam diversos elementos, e é também uma interação com a cultura coreana”, explica Corine.

Outra atração de origem oriental foi o concurso de Cosplay que reuniu adultos e crianças com figurinos caprichados para a disputa. O ceifador levou o troféu dos adultos e entre as crianças, Pedro, de 10 anos, foi o vencedor representando o Coringa. Questionado sobre o que o motiva a se fantasiar ele responde de pronto: “porque eu posso ser o personagem”. O pai de Pedro, Douglas Ferraz, é designer gráfico, escreve sobre cinema e é o principal incentivador e responsável pelo figurino do pequeno Coringa. Para ele, o Sesc Geek foi uma forma de mostrar um novo mundo ao filho. “Eu cresci no interior e não tinha nada disso lá. Aqui é diferente. A criançada está tão ligada em videogame e celular, então é legal sair um pouco disso e incorporar os personagens”, ressaltou Douglas.

O Sesc Geek, faz parte do portfolio de ações do departamento nacional do Sesc, aconteceu pela primeira vez no Paraná promovendo oficinas, palestras, workshops, jogos de tabuleiro, videogames de realidade virtual, feira de artigos, desfile de cosplay, balada geek, exposições e muita interação entre os entusiastas desta cultura. “É um universo muito novo pra gente. A gente conseguiu atingir nosso objetivo que era conhecer um pouco mais esse público e trazê-los para dentro do Sesc. Com certeza, no ano que vem a gente vai poder explorar isso dentro do nosso estado”, almeja o gerente de Esporte e Lazer do Sesc PR, Lucas Chaves.

Confira a galeria de fotos do Sesc Geek aqui.

 

Postado em: Esporte e Lazer