Institucional : Institucional

Qualidade de vida para a população

O programa Mesa Brasil, maior programa privado de segurança alimentar e combate a fome do país, é um exemplo de engajamento coletivo e responsabilidade social que tem se tornado fundamental na vida de muitas pessoas. No Paraná, em 15 anos de projeto, já foram recuperadas e distribuídas mais de 12 mil toneladas de alimentos. Cerca de 110 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social são beneficiadas mensalmente.

“As crianças dependem dele, nós temos refeições duas vezes por dia, e muitas vezes, é só esse alimento que eles têm no dia. É muito importante ter alguém que se preocupa com isso. O Sesc é o maior apoiador do nosso projeto”, conta Ketlin Cristina Ribeiro, representante da ONG ODPH (Organização de Desenvolvimento do Potencial Humano), uma das instituições beneficiadas e dependentes do programa. A instituição atende crianças de 5 a 12 anos em atividades no contra turno escolar na Vila Torres em Curitiba.

Essa não é uma realidade isolada. No Brasil, cerca de 5,2 milhões de pessoas passam fome. Na contramão deste patamar, cerca de 30% dos alimentos produzidos no mundo são descartados por perda ou desperdício. Apenas um terço disso seria o suficiente para acabar com a fome no mundo, segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura). Por isso o Mesa Brasil tem se tornado crucial para muitas vidas. “Nós somos uma ponte entre quem tem sobra para levar para quem precisa”, ressalta a nutricionista e coordenadora do projeto, Fernanda Hardt Kehl.

As parcerias construídas no decorrer dos 70 anos de atuação do Sesc mobilizam centenas de pessoas em prol da promoção da dignidade humana. O Programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão, realizado em conjunto com o Poder Judiciário, tem a Justiça Social como norteador de suas ações, carregando um legado de articulações e transformações sociais por meio do atendimento jurídico e acesso gratuito a direitos essenciais para a população vulnerável. “Através dessa parceria nós conseguimos fazer um diagnóstico de cada região e descobrir quais são as necessidades da população daquele local e fazer com que a cidadania seja repleta e que o alcance seja pleno”, ressalta a desembargadora do TJPR e idealizadora do programa, Joeci Machado.

O acesso à saúde, educação, lazer e cultura, apesar de ser um direito constituído, não tem o acesso igualado a todos. Nesses casos, o Sesc tenta minimizar os efeitos do déficit de atendimento público por meio das Unidades Móveis. O OdontoSesc por exemplo, trabalha com atendimento odontológico para nas cidades carentes do serviço de saúde. Rubens dos Santos Andrade, foi um dos pacientes atendidos nas Unidades Móveis do OdontoSesc na cidade de Jundiaí do Sul e conseguiu realizar um tratamento completo, de tão grato ele se refere a dentista que o atendeu como um “anjo que caiu do céu”. “Foi feito um tratamento que eu achava que tinha que ter cirurgia, mas foi um espetáculo sem dor. Eles tratam com amor, me sinto satisfeito e agradecido por Deus ter posto esses anjos no caminho da gente”, conta ele.

Mais uma missão do Sesc em busca da qualidade de vida é refletida no acesso ao esporte e no incentivo à prática regular de atividades físicas. São diversos projetos de iniciação e vivência esportiva que ressaltam a importância valorização do esporte tanto da esfera de desempenho quanto na promoção de com hábitos saudáveis. Os Jogos Comerciários, por exemplo, uma competição ao alcance dos trabalhadores, como destaca Vandir Dal Pozzo, esportista que joga vôlei de praia acompanhado do filho no Jocom há alguns anos: “Os jogos comerciários são sensacionais, para quem faz atividade física. A gente joga nos finais de semana e tem essa oportunidade de participar de uma competição que está ao nosso alcance. Conseguimos nos divertir e curtir o Paraná nas viagens, então é muito legal”.

Paranaenses em geral também são prestigiados por outras competições promovidas pelo Sesc, como a Maratona Internacional de Foz de Iguaçu, o Sesc Triathlon de Caiobá e o Circuito de Corridas e Caminhadas de Rua.

Com tantas ações em prol do desenvolvimento humano, é inegável que o Sesc ajuda a transformar vidas, e assim, consequentemente, ampara uma transformação social e econômica nas regiões onde atua.

SENAC

Nos últimos anos, o Senac ajudou milhões de pessoas, por meio de seus cursos de capacitação, aperfeiçoamento, técnicos, presenciais ou a distância, a conquistarem uma vaga de emprego ou a complementarem a renda familiar.

Mens Petit, um haitiano recém-chegado ao Brasil, encontrou no Senac PR a ajuda que procurava. “O governo brasileiro me ajudou na hora de conseguir o visto, mas parou por aí. Quem me ajudou de fato foi o Senac, me dando a possibilidade de estudar para conseguir um trabalho e uma remuneração melhor”, lembra Petit. Ao todo Mens realizou quatro cursos no Senac: Barista, Garçom, Boas Práticas na Manipulação de Alimentos e Atendimento para garçom (corporativo).

O imigrante que vinha para o Brasil em busca de oportunidades fez sua primeira parada em Salto – SP, mas por lá ficou apenas um mês. “Não via grandes possibilidades em Salto, a cidade era muito pequena. Eu queria estudar, me qualificar e crescer profissionalmente”, explica Petit, que logo escolheu Curitiba como seu ponto de partida.

Ao desembarcar na capital paranaense se hospedou em uma pousada e lá ficou sabendo que o Café do Museu Oscar Niemayer estava contratando atendentes que falassem mais de um idioma. “Quando cheguei ao Brasil não falava português, mas dominava o francês, espanhol e um pouco de inglês. Como estavam contratando para a Copa do Mundo acabei ficando com a vaga. Me encantei pela área da gastronomia e resolvi ir atrás disso. Um amigo acabou me falando do Senac e fui fazer o curso de Barista. Os professores do Senac são excelentes, eles têm paciência na hora de ensinar. A história de cada um deles serve como incentivo”, contou Petit.

Na época o sonho de Mens era fazer faculdade de gastronomia e trabalhar em um navio. A vida tomou outro rumo, e hoje o ex-aluno do Senac aplica todos os conhecimentos adquiridos na sala de aula em outro país. Atualmente mora em Nova York e trabalha como Bartender.

O Senac PR tem cumprido sua missão de educar para o trabalho, principalmente através dos cursos técnicos da instituição. Paul Alan Novo, aluno do curso Técnico em Enfermagem, antes mesmo de receber o certificado foi aprovado em dois concursos:  no município de Cascavel e no SAMU 2018, no qual garantiu a primeira colocação. “Viajo 50 quilômetros diariamente para realizar o meu sonho. Todo esforço para me profissionalizar e trabalhar na área de saúde valeu a pena. Tive a melhor formação profissional teórica e prática, o que me deu segurança para as provas e para o trabalho que vou desempenhar futuramente”, comemora Paul Alan.

Meu Sesc

Agora digite sua senha

Recuperar senha
Insira abaixo o seu login cadastrado ou o n˚ do seu Cartão Cliente Sesc e receba instruções e o link para criar uma nova senha.