Regulamento Técnico de Basquete 3×3 – Masculino

1. DISPOSIÇÕES GERAIS

O Torneio Sesc de Basquetebol 3×3 é em um evento onde o maior objetivo é promover a modalidade, a confraternização entre os inscritos e estimular a prática esportiva sob a proposta do esporte lazer/participação.

1.1 Premiação

Serão premiadas as equipes que ficarem em 1º, 2º e 3º lugar na competição com 1 (um) troféu por equipe e 1 (uma) medalha por membro da equipe.

1.2 Arbitragem

A arbitragem será oficial sob responsabilidade da Federação Paranaense de Basquetebol e será composta de 4 (quatro) árbitros;

1.3 Sistema de Disputa

O sistema de disputa será definido após o término das inscrições e de acordo com a quantidade de equipes inscritas. Será realizado um Congresso Técnico com um representante de cada equipe para a definição do modelo de confronto que será adotado;

1.4 Uniformes

Cada equipe será responsável pela uniformização de seus atletas, devendo conter ao menos camisas idênticas e numeradas. Caso a equipe não possua uniformes, a organização cederá coletes esportivos numerados. Caberá às equipes trajar demais roupas e calçados adequados para a prática esportiva.

1.5 Questionário PAR-Q

Par-q é o nome dado para o questionário que deve ser aplicado ao indivíduo antes que comece a praticar atividades físicas regulares. O principal objetivo do Par-Q é identificar possíveis limitações e restrições existentes na saúde da pessoa que tenciona fazer exercícios físicos. Assim, com um detalhamento do histórico de saúde da pessoa, esta passa a estar apta a praticar as atividades físicas adequadas para a sua condição. O questionário se concentra em verificar se a pessoa tem algum problema cardiovascular ou histórico familiar de doenças do coração.

Reiteramos a obrigatoriedade de preenchimento individual do formulário por todos os atletas, sem exceção. O formulário não poderá ser preenchido ou assinado por terceiros. Além disso, a data de preenchimento deverá ser a data do evento. Como se trata do Questionário Par-Q, caso algum atleta preencha ou assinale com um X no SIM de uma das 7 perguntas, este precisará entregar o Atestado Médico normalmente.

1.6. Sistema de desempate

1.6.1. O sistema de desempate adotado nas etapas que forem disputadas pelo sistema de grupos,

turno / returno ou ainda todos contra todos, seguirão ordem:

a) Confronto direto (utilizado somente no caso de empate entre 02 equipes);

b) Saldo de pontos nos jogos entre as equipes empatadas;

c) Ataque mais positivo nos jogos entre as equipes empatadas;

d) Defesa mais positiva nos jogos entre as equipes empatadas;

e) Saldo de pontos em todos os jogos do grupo na fase;

f) Ataque mais positivo em todos os jogos do grupo na fase;

g) Defesa mais positiva em todos os jogos do grupo na fase;

h) Sorteio.

Observações:

Quando o empate for entre 03 ou mais equipes, e continuarem 02 equipes ainda empatadas e houver necessidade de classificar mais uma equipe, prevalecerá o critério do item “a”.

2. REGRAS DO BASQUETE 3X3

As Regras do Jogo de Basquete Oficiais da FIBA são válidas para todas as situações de jogo não especificamente mencionadas nestas Regras do Jogo 3×3.

2.1. Quadra e Bola

O jogo será jogado em uma quadra de basquete 3×3 com uma tabela. Uma quadra regular de 3×3 tem 15m(largura) x 11m(comprimento). Deverá ter uma demarcação de quadra de basquete de tamanho regular, incluindo uma linha de lance livre (5,80m), uma linha de dois pontos (6,75m) e um semicírculo abaixo da cesta. Uma meia quadra de basquete tradicional pode ser usada. Será utilizada a bola oficial de Basquetebol de quadra ou a bola oficial de Basquetebol 3×3.

Nota: Nos níveis iniciantes/ amadores, o 3×3 pode ser jogado em qualquer lugar – marcações de quadra – se alguma for utilizada – podem ser adaptadas ao espaço disponível.

2.2. Equipes

Cada equipe é composta por quatro (4) jogadores (três [3] jogadores na quadra e um [1] substituto). Idade mínima: 16 anos.

2.3. Início do Jogo

2.3.1. Ambas as equipes devem realizar aquecimento simultaneamente antes do jogo.

2.3.2. A primeira posse de bola deve ser determinada por cara ou coroa. A equipe que ganhar o lançamento da moeda decide se fica com a posse de bola no início da partida ou na prorrogação, caso seja necessário.

2.3.3. O jogo obrigatoriamente deve iniciar com três (3) jogadores.

2.4. Pontuação

2.4.1. Deverá ser atribuído um (1) ponto a cada arremesso convertido dentro do arco (linha de 2 pontos).

2.4.2. Serão atribuídos dois (2) pontos a cada arremesso convertido de trás do arco (linha de dois pontos).

2.4.3. Será atribuído um ponto (1) a cada lance livre com sucesso.

2.5. Tempo de Jogo/Vencedor de um Jogo

2.5.1. O tempo regular de jogo deve ser o seguinte: Um (1) período de 10 minutos (ou adaptado em competições e festivais). O relógio deve ser interrompido durante situações de bola parada e lances livres. O relógio deve ser reiniciado depois que a troca da bola for concluída (assim que chega às mãos do time de ataque).

2.5.2. No entanto, o primeiro time a marcar 21 pontos ou mais, ganha o jogo se tal evento ocorrer antes do final do tempo regular de jogo. Essa regra é válida apenas para o tempo regular (não para uma possível prorrogação).

2.5.3. Se o placar estiver empatado ao final do tempo de jogo, uma prorrogação será jogada. Haverá um intervalo de um minuto (1) antes da prorrogação. A primeira equipe a marcar dois (2) pontos na prorrogação ganha o jogo.

2.5.4. Uma equipe perderá o jogo por desistência se no horário programado para o início da partida a equipe não estiver presente na quadra de jogo com três (3) jogadores prontos para jogar. O resultado será marcado como W.O. Teremos uma tolerância de 15 minutos de atraso apenas para o primeiro jogo do dia.

2.5.5 Uma equipe perderá a partida caso se retire de quadra antes do final do jogo, ou caso tenha todos os seus jogadores machucados e/ou desclassificados. Nesta situação, a equipe a ser declarada vencedora pode escolher manter seus pontos ou vencer por W.O., e a equipe a ser declarada perdedora não pontua (tem seu placar “zerado”) nos dois casos.

2.5.6 Uma equipe que perca seu jogo em função de desistência ou uso de má fé perante as regras, e ao espírito esportivo será desclassificada da competição.

Nota: Se um cronômetro de jogo não estiver disponível, o tempo corrido e/ou pontuação necessária para morte súbita fica sob responsabilidade do organizador do evento. A FIBA recomenda que se defina a pontuação em linha com o tempo de duração do jogo (10 minutos/10 pontos; 15 minutos/15 pontos; 21 minutos/21 pontos).

2.6. Faltas/Lance Livre

2.6.1. A equipe está em situação de penalidade por faltas coletivas quando tiver cometido seis (6) faltas no período. Os jogadores não serão excluídos pelo número de faltas pessoais.

2.6.2. Será atribuído um (1) lance livre às faltas cometidas durante o ato de arremesso dentro do arco (linha de dois pontos). Serão atribuídos dois (2) lances livres às faltas cometidas durante o ato de arremesso de trás do arco (linha de dois pontos).

2.6.3 Será atribuído um (1) lance livre adicional às faltas cometidas durante o ato de arremesso em que este for convertido.

2.6.4 Faltas coletivas (7ª, 8ª e 9ª) devem ser sempre atribuídas com dois (2) lances livres. A 10ª e qualquer falta coletiva subsequente bem como faltas técnicas e antidesportivas serão sempre atribuídas com dois lances livres e posse de bola. Esta cláusula é aplicada também para faltas durante o ato de arremesso.

2.6.5. Toda falta técnica será sempre recompensada com (1) um lance livre e posse de bola; enquanto faltas antidesportivas serão recompensadas com (2) dois lances livres e posse de bola. A partida será reiniciada com “Check Ball” no topo da quadra após uma falta técnica ou antidesportiva.

Nota: Lances livres não são concedidos após falta ofensiva

2.7. Como a bola é jogada

2.7.1. Após cada arremesso bem sucedido ou último lance livre (exceto os sucedidos por posse de bola):

  • Um jogador da equipe que não pontuou reiniciará o jogo driblando ou passando a bola de dentro da quadra diretamente abaixo da cesta (não atrás da linha de fundo) para um companheiro atrás do arco.
  • A equipe de defesa não poderá tentar roubar a bola na área do semicírculo abaixo da cesta.

2.7.2. Após cada arremesso mal sucedido ou último lance livre (exceto os sucedidos por posse de bola):

  • Se a equipe de ataque ganha o rebote, pode continuar a tentativa de pontuar, sem voltar à bola a um local atrás do arco.
  • Se a equipe de defesa ganha o rebote, deve voltar a bola, passando ou driblando, para um local atrás do arco.

2.7.3. A posse de bola dada a qualquer equipe após uma situação de bola morta deve começar com um “Check Ball”. Ex: uma troca de bola (entre o jogador de defesa e o de ataque) atrás do arco na parte superior da quadra.

2.7.4. O jogador é considerado como “atrás do arco” quando nenhum de seus pés encontra-se dentro ou pisando no arco.

2.7.5. No caso de uma situação de pulo bola, a posse de bola deve ser dada à equipe de defesa.

2.8. Protelação

2.8.1. Protelar ou deixar de jogar ativamente pela tentativa de pontuar deve ser considerado como violação.

2.8.2. Se a quadra for equipada com um relógio de arremesso, uma equipe deve tentar um arremesso dentro de 12 segundos. A contagem do relógio deve começar assim que a bola chega às mãos dos jogadores de ataque (após a troca com o jogador de defesa ou depois de um arremesso bem sucedido, abaixo da cesta).

2.8.3 É uma violação, se após a bola estar livre para jogo, um jogador de ataque driblar a bola dentro do arco de costas ou de lado para a cesta por mais de cinco segundos.

Nota: Se a quadra não estiver equipada com um relógio de arremesso e uma equipe não estiver suficientemente tentando chegar à cesta adversária, o árbitro deverá avisar a equipe começando a contagem dos últimos cinco (5) segundos de posse de bola.

2.10. Substituição

A substituição será permitida a qualquer equipe quando a bola estiver fora do jogo (morta), antes do “Check Ball” ou lance livre.

O substituto só poderá entrar após seu companheiro sair de quadra, estabelecendo contato físico, caracterizando a substituição. Substituições só podem acontecer atrás da linha de fundo oposto a cesta e não há necessidade de intervenção dos árbitros ou oficiais de mesa.

2.11. Pedidos de tempo

2.11.1. Um pedido de tempo de 30 segundos é concedido a cada equipe. Um jogador pode pedir o tempo em uma situação de bola morta.

2.11.2. Todos os tempos tem duração de 30 segundos.

Nota: tempos e substituições só podem ser pedidos em situações de bola morta e não podem ser pedidos quando a bola estiver viva.