Músicos de sete estados se apresentam na 41ª  edição do Femucic

Após uma semana de programação voltada a música, a 41ª edição do Femucic iniciou as apresentações das 26 composições autorais selecionadas para a Mostra de Música Cidade Canção. Nos dias 14 e 15 de junho, instrumentistas, compositores e intérpretes de sete estados do país subiram ao palco do Teatro Calil Haddad para se apresentarem ao público, com diferentes estilos musicais. O evento também foi transmitido pela internet, pelos canais oficiais do Sesc PR.

Promovido pelo Sesc PR em parceria com a Prefeitura de Maringá e promoção da RPC, o Femucic contou com o apoio da NET, da PlayMusic, do Grupo Maringá de Comunicação e das rádios UEM FM e Mundo Livre FM.

Durante a abertura da mostra, realizada na sexta-feira (14), o diretor regional do Sesc PR, Emerson Sextos, aproveitou sua fala para homenagear os gerentes executivos do Sesc Maringá, Antonio Vieira, e do Sesc Paranavaí, Ubiratan Ângelo Fernandes, pelas contribuições dos dois à frente da entidade por 45 e 42 anos, respectivamente. “O Sesc transforma vidas e vocês transformaram muitas. Deixam esse legado para a instituição e laços eternos de amizade”, reforçou Sextos também em
nome do presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, Darci Piana.

“Eu aprendi muito nesses 39 anos como gerente da unidade de Maringá e nos 45 anos de Sesc. Saio muito feliz e realizado. Uma preocupação que nós tínhamos com relação ao Femucic, era que ele acontecia apenas em um período do ano. Conseguimos com a criação do Centro de Difusão Musical do Sesc Maringá ser uma extensão do evento. Hoje temos 170
crianças aprendendo instrumentos musicais, numa escola de musicalização. Esses alunos são oriundos de escola pública, de famílias de baixa renda, e que hoje têm a oportunidade de fazer parte da orquestra do CDM, além de atender quatro corais em escolas públicas da cidade, que recebem orientações da equipe do Sesc Maringá. Me sinto com o dever cumprido, extremamente realizado por este legado que o Sesc deixa para a cidade”, enfatizou Antonio Vieira.

Quem passou pelo Calil Haddad pode conferir de perto o trabalho do Centro de Difusão Musical do Sesc Maringá. Alunos da orquestra do projeto se apresentaram na entrada no teatro, antes do início das apresentações da mostra. Também prestigiaram
a abertura do evento o presidente do Sindicado dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista e Atacadista de Maringá e Região (Sivamar), Ali Saadeddine Wardani, e o secretario de Cultura de Maringá, Miguel Fernando Perez Silva, representando o prefeito Ulisses Maia; a diretora de Educação, Cultura e Ação Social do Sesc PR, Maristela Bruneri, e a gerente de Cultura do Sesc PR, Georgeana França. “O Femucic é de longe um dos projetos mais importantes e significativos do campo da música no país. São poucos os festivais que sobrevivem por mais de quatro décadas. Para nós é um honra contar com um projeto como esse, afinal Maringá leva o slogan de Cidade Canção”, enfatizou o secretário.

Mostra de música

Das 915 inscritos, 26 foram selecionadas. As apresentações promoveram um verdadeiro passeio musical pelo país, com seus estilos, culturas e sotaques. Além de paranaenses, a 41 edição do Femucic contou com artistas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Amazonas.

Na sexta-feira (14), 15 músicas foram apresentadas ao público. Uma delas foi interpretada pela cantora Patrícia Borges. “Essa é a primeira vez que participo do Femucic. É uma honra poder representar Maringá com uma banda formada só por maringaenses. Inclusive, os compositors de Vestido da boca, a canção selecionada, também são da cidade”, pontuou.

No sábado (15), outras 11 fizeram parte da programação do evento. Jéssica Stephens, veio de Manaus (AM) para se apresentar pela primeira vez da mostra, com as músicas Meu Teremin e Malungos, as quais encerraram a 41ª edição do Femucic. “Essa é a minha primeira vez no Femucic e estou muito feliz, pois sempre quis estar aqui nesse palco, que é super tradicional a nível Brasil. A viagem valeu a pena”, conta a intérprete, que foi acompanhada por Carlos Gomes, instrumentista e compositor das canções.

Encontro de bateristas

Parte da programação paralela do Femucic, a 2ª edição do Encontro de Bateristas de Maringá foi realizada com sucesso na Praça Napoleão Moreira da Silva, na manhã de sábado (15), com a presença de 58 bateristas, além de músicos convidados. O evento foi reeditado devido ao sucesso da primeira edição, que reuniu no local mais de 40 músicos da cidade e de municípios da região, acompanhados de suas baquetas e baterias.

De acordo com o músico maringaense Marcelo Arado, um dos idealizadores do encontro, a ideia da iniciativa existe há algum tempo, mas foi viabilizada pela parceria com o Femucic, com a chancela do Sesc e da Prefeitura de Maringá. “O evento cresceu muito. Hoje temos aqui a presença de um dos maiores bateristas do país, o Marcios Bahia, que se apresentou ontem no Femucic e veio prestigiar o nosso evento, além de contar com a participação de alguns alunos da APAE, músicos iniciantes e profissionais. A ideia é que cada um mostre a bateria de uma forma diferente, produzindo um espetáculo e não somente a técnica em si”, explicou.

Show com João Donato

O pianista, compositor e arranjador, João Donato, um dos precursores da Bossa Nova e um dos maiores instrumentistas do país encerrou a programação da 41ª do Femucic. Intitulado Donato Instrumental e Jazz, o show contou com a presença dos músicos Robertinho Silva (bateria), Luiz Alves (contrabaixo) e Donatinho (teclados). “Me sinto feliz de estar em um evento que privilegia a música brasileira”, pontuou Donato.

Confira as fotos da 41ª edição do Femucic aqui.