Justiça no Bairro Sesc Cidadão

A garantia da verdadeira cidadania, sem custos, com facilidade e eficácia, por meio dos serviços do programa Justiça no Bairro Sesc Cidadão.

justica-no-bairro-sesc-cidadao_2018_

Próximos Eventos 2018

22 de setembro - Cascavel

29 de setembro - Araucária

20 de outubro - Sarandi

10 de novembro - Umuarama

24 de novembro - Paranaguá

O Justiça no Bairro

Criado no ano de 2003, pela então juíza titular da 4ª Vara de Família de Curitiba, hoje desembargadora, Joeci Machado Camargo, o Projeto Justiça no Bairro tem como principal finalidade a descentralização da prestação jurisdicional, sem custos, levando acesso à Justiça para a população economicamente vulnerável.

O projeto iniciou com ações quinzenais nas ruas da cidadania de Curitiba em 2003, em parceria com a prefeitura de Curitiba, e posteriormente se estendeu pelo o interior do estado. Segundo palavras da Desembargadora Joeci Machado Camargo “o Justiça no Bairro já começou grande”. O Projeto Justiça no Bairro se desenhou no sentido de proporcionar acesso à justiça de forma fácil e eficaz, chegando ao alcance de todos os que dela necessitarem.

O Sesc Cidadão

Em 2004 a Unidade do Sesc Portão iniciou estudos para fundamentar uma proposta que atendesse a demanda de documentos para a população economicamente vulnerável. A ideia era formatar um projeto anual, que oferessesse além de documentos, serviços de saúde, assistência social e lazer.

O Justiça no Bairro Sesc Cidadão

Em 2005, o Projeto Sesc Cidadão uniu-se ao Justiça no Bairro para integrar sua proposta ao que já era realizado desde 2003 em Curitiba pelo Projeto Justiça no Bairro, sob a coordenação da Desembargadora Joeci Machado Camargo.

A união dos dois projetos estabelece um verdadeiro programa de responsabilidade social integrado entre entidades públicas e privadas, ao garantir a verdadeira cidadania e assegurando à família vulnerável economicamente e afetivamente a entrega da prestação jurisdicional nos diversos ramos do direito.

A participação de advogados voluntários, universitários, professores, assistentes sociais, psicólogos, médicos etc., garante à população de baixa renda que vive na periferia das cidades o acesso ao direito desde a orientação até a homologação do acordo com imediata entrega dos documentos necessários, bem como a formação da petição inicial litigiosa com advogado para acompanhar a demanda.

Esta empreitada tem como finalidade o comprometimento do poder público e empresas privadas em assegurar o acesso a todos os serviços sociais à comunidade em geral por meio de ações culturais e recreativas, destacando confecção de documentos, a saúde preventiva entre outros, creditando o respeito e solidariedade.

A parceria entre o Justiça no Bairro e o Sesc Cidadão cumpre os princípios constitucionais fundamentais ao garantir a proteção da pessoa humana, fortalecendo a família e devolvendo a sua dignidade no contexto social com a participação de tantos ensinando responsabilidade, respeito, solidariedade para a pacificação social.

O Justiça no Bairro Sesc Cidadão é realizado em fins de semana (sábados e domingos), na capital e nas cidades da região metropolitana de Curitiba e do interior do Estado, com o apoio de prefeituras municipais, que oferecem toda a infraestrutura necessária, bem como funcionários e voluntários que auxiliam no atendimento das pessoas. Os investimentos são custeados entre os parceiros do Projeto.

O sistema informatizado que permite a realização das audiências foi desenvolvido, gratuitamente para o Justiça no Bairro, pelo Instituto Curitiba de Informática (ICI), parceria contínua que garante a tecnologia para o Projeto e a manutenção dos equipamentos juntamente com o Tribunal de Justiça do Paraná.

Linha do Tempo

2005

  • Primeiro evento realizado em conjunto: Justiça no Bairro e Sesc Cidadão.
  • Em Curitiba, houve o maior Casamento Civil Coletivo já realizado por um juiz de Direito e certificado pelo Livro dos Recordes. Na oportunidade, 1.534 casais consagraram matrimônio.

2006

  • Firmada parceria para a realização do Justiça no Bairro Sesc Cidadão.
  • 125.500 atendimentos, em 16 eventos realizados.

2007

  • 167.301 atendimentos, em 18 eventos realizados.

2008

  • 69.090 atendimentos, em 08 eventos realizados.

2009

  • 62.085 atendimentos, em 04 eventos realizados.

2010

  • 112.000 atendimentos, em 10 eventos realizados.

2011

  • 148.838 atendimentos – 13 municípios envolvidos
  • Pela primeira vez, houve o evento simultâneo, nas cidades de Colombo, Almirante Tamandaré, Barracão, Campina da Lagoa e Arapoti.

2012

  • 119.968 atendimentos em 14 eventos realizados.
  • 1.298 casais oficializaram a união na celebração de 10 casamentos coletivos.

2013

  • 110.141 atendimentos em 12 eventos realizados.
  • 1.360 casais oficializaram a união na celebração de 12 casamentos coletivos.

2014

  • 138.869 atendimentos em 18 eventos realizados.
  • 2.925 casais oficializaram a união na celebração de 18 casamentos coletivos.

2015

  • 111.215 atendimentos em 15 eventos realizados.
    1.951 casais oficializaram a união na celebração de 15 casamentos coletivos.

2016

  • 209.703 atendimentos em eventos realizados.
  • 4.294 casais oficializaram a união na celebração de casamentos coletivos.
  • Realização do Casamento Coletivo na Arena, com oficialização de 1.300 casais na ocasião.

2017

  • 124.904 atendimentos em 19 eventos realizados.
  • 3.202 casais oficializaram a união na celebração de 18 casamentos coletivos.