Festejos da 5ª edição do Paraná Junino acontecem em Curitiba, Foz do Iguaçu e Londrina, neste sábado (9/6)

londrina_rpc

A segunda maior festa popular do país é comemorada durante todo o mês de junho do Oiapoque ao Chuí. Essa tradição nacional também é disseminada pelo Sesc PR e pela RPC há cinco anos e, em 2018, três cidades recebem edições do festejo: Londrina, Foz do Iguaçu e Curitiba, marcados para este sábado, 9 de junho.

O Paraná Junino tem a intenção de estimular e fomentar a tradição das festas e eventos populares nas cidades, difundir a gastronomia típica especializada e promover o resgate das brincadeiras tradicionais. Em Curitiba, o evento será realizado no Bosque São Cristóvão (Rua Margarida Ângela Zardo Miranda –  Santa Felicidade); em Foz do Iguaçu, no Sesc Foz do Iguaçu Sesc Foz do Iguaçu (Av. Tancredo Neves, 222 Vila – A), e em Londrina, no Sesc Londrina Norte (Rua Cegonha, 100 – Conjunto Habitacional Violim).

Confira a programação por cidades abaixo:

Curitiba

Feira Gastronômica e de artesanato: Das 14h às 19h
Espaço de brincadeiras: Das 14h às 18h
Contação de histórias: Das 14h às 14h30 e das 15h às 15h30 (Igrejinha)

14h: Grupo de Seresta do Sesc Água Verde (Palco principal)
O Grupo de Seresta é uma atividade que tem como objetivo o intercâmbio cultural e social dos idosos. Os encontros são realizados no Sesc Água Verde, num ambiente descontraído, propiciando o conhecimento, troca, memorização e recordação das músicas  que fazem parte da vida musical do grupo.

14h15: Coral Sesc Água Verde (Palco principal)

14h30: Quadrilha junina (Mandala)

15h: Fuá de Latada (Palco principal)
O Fuá tem como objetivo principal propagar o autentico forro pé-de-serra, evidenciando assim a riqueza da cultura nordestina no Brasil e no mundo. Nos shows que realizam no dia a dia, além de tocarem suas musicas autorais, mesclam o repertório com os clássicos de compositores renomados e grandes mestres como: Luiz Gonzaga, Jackson do pandeiro, Dominguinhos, Antônio Barros, Ari Lobo, Humberto Teixeira, Jacinto Silva, Sivuca e muitos outros.

16h: Quadrilhada Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude e e Secretaria Municipal de Educação  (Mandala)

17h: João Triska (Palco principal)
João Triska, cantor, compositor e violeiro, filho do Sul do Brasil e desbravador do território sul-americano é considerado um dos novos e promissores talentos dentro do universo da música popular brasileira. Explorando os variados gêneros, ritmos e elementos estéticos da América do Sul é criador de uma sonoridade singular e inovadora, imbuída de uma personalidade inquieta e crítica, integrando à linguagem moderna e contemporânea o essencial de suas raízes.

19h: Viola Quebrada (Palco principal)
O grupo Viola Quebrada nasceu da vontade de músicos reunidos em Curitiba de tocar a música caipira brasileira. Conseguem uma tessitura de sons que por vezes parecem nascidos de um grupo de cordas. Uma delicadeza que ressalta a tão difícil simplicidade destas canções. Expõem a alma do homem sertanejo com um toque urbano, não por meio de guitarras ou instrumentos plugados, mas pelo trabalho de harmonização conseguido pela soma de diferentes tendências e experiências.

Foz do Iguaçu

Feira gastronômica e de artesanato:
18 Barracas de comidas típicas de várias regiões do oeste do Paraná, parceria com empresas, associações e autônomos, além de exposição e venda de produtos artesanais produzidos na região por artesãos da COART, Associação de Artesãos de Foz do Iguaçu, ANAFI, entre outros.

Espaço de Brincadeiras
Oficinas tradicionais; brincadeiras de terreiro com monitores e recreadores;

Espaço de Contações de Histórias e Causos (auditório)
Apresentações do espetáculo “A Semente”, do Núcleo de Teatro de Argila às 16h30, 18h e 19h30;
Intervenções com o Circo do Luar- Palhaços Caipiras;

15h30: Trio Alma Cabocla (auditório)
Grupo formado por Vinícius Marimoto, Jean Michad Diniz, Wesley da Silva Santos;

17h30: Ricardo Denchusk (palco principal)
Músico multi-instrumentista com o show de Viola Caipira, acompanhado por Pablo Denchuski, Leonardo Mariani, Daniel Souza e Everton Oliveira;

18h30: Quadrilha (em frente ao palco principal)
Com o grupo de Dança Tradicional Gaúcha (CTG Charrua);

19h30: Casamento caipira do Grupo Palco (em frente ao palco principal)
Formado pela Cia. Vida É Sonho e Faculdade União das Américas (Uniamérica);

19h: Marianne Francescon (palco principal)
Trio formado por Maryanne Francescon, Moara Pessatti e Gabriela Bruel é ímpar na representação da música de raiz na região oeste do Paraná;

20h30: Forró Caviúna (palco principal)
Forró Caviúna é formado por Rafael Rosa na voz e violão, Antonio Vianna na zabumba e voz, Miguel Santos na sanfona e voz, Caetano Vasconcelos no triângulo e na voz.

Londrina:

Das 14h às 20h: Feira Gastronômica e de artesanato
Em parceria com a Economia Solidária e o Ateliê Coletivo Casa Madá, o espaço contará com a participação de artesãos que comercializarão diversos trabalhos feitos à mão! Uma ótima ocasião para levar aquela peça exclusiva pra casa e colaborar com o trabalho dos pequenos produtores independentes da cidade.

Espaço de Recreação
O espaço de recreação contará com uma equipe de recreadores que comandarão as inesquecíveis brincadeiras juninas. Bola na lata, pescaria, corrida de saco e muito mais! Um espaço onde os pequenos poderão se divertir bastante e conhecer um pouco mais sobre o universo junino e suas brincadeiras.

A partir das 13h: Espaço de causos e histórias
O espaço perfeito para os amantes da arte literária de contar histórias! Histórias pra lá de divertidas e recomendadas para todos os públicos, com sessões de causos e histórias populares ao longo do evento.

14h: Tonho Costa
Tonho Costa é um pesquisador das regionalidades do Brasil e sempre buscou sua identidade dentro deste contexto musical de tradição. O músico é um artista diferenciado e possui características em sua musicalidade regional que são muito particulares e admiradas por muitos. As composições do álbum “Universo Quintal”, contam sobre suas raízes, sua identidade, sua infância junto ao avô que era embaixador de Folia de Reis em Minas, os flashes da molecagem e as memórias vividas no quintal de sua casa.

15h20: Quadrilha do Grupo de Idosos do Sesc Londrina Centro
O Grupo de Idosos do Sesc Londrina Centro apresentará sua tradicional quadrilha para animar geral! A participação do grupo já virou tradição no Paraná Junino, animando e encantando o público com suas apresentações.

16h: Pisada da Jurema
O grupo Pisada da Jurema, criado em 2013, em Londrina, realiza um trabalho de releitura de ritmos populares brasileiros com foco nos estados de Pernambuco, Maranhão, Paraíba, Bahia e região sudeste. O repertório conta com músicas de tradição oral, como o coco, cacuriá, jongo e ritmos da religião de matriz africana como afoxé e maracatu. A partir dessas referências também trazem composições próprias.

16h30: Grupo de Cantoria do Sesc Londrina Centro
O Grupo de Cantoria do Sesc Londrina Centro fará uma apresentação mais que especial no Espaço de Causos e Histórias do Paraná Junino. Na ocasião, interpretará grandes composições da MPB, numa afetuosa apresentação para todos os públicos.

18h: Serra Acima Trio
O trio curitibano Serra Acima, que reúne os instrumentistas Emiliano Pereira, Victor Matheus Gulin e Rorair Bier Junior, sob a direção musical do renomado violeiro Rogério Gulin, tem a proposta de levar a viola caipira a um novo patamar de interpretação. A música tradicional de viola faz parte do trabalho do trio, por meio da incorporação de alguns ritmos que estão ligados à história desse instrumento. Tais ritmos já fazem parte da própria linguagem da viola e aparecem de forma natural nos arranjos do grupo.

19h30: Violeiros

 

Postado em: Cultura