Sonora Brasil traz ao Paraná Quinteto de Metais da UFBA

quinteto-de-metais-da-ufba-2

Três cidades paranaenses foram escolhidas pelo Sesc PR para receber a 20ª edição do projeto Sonora Brasil, que traz o tema  “Bandas de Música: formações e repertórios”.

Em junho, Apucarana (16), Guarapuava (17) e Cascavel (18) receberão o Quinteto de Metais da UFBA (BA), em apresentações gratuitas e acústicas, valorizando a qualidade sonora das obras e de seus intérpretes.

O quinteto de metais tradicional é composto por dois trompetes, uma trompa, um trombone e uma tuba, instrumentos que integram o naipe de metais das orquestras sinfônicas. O Quinteto de Metais da UFBA é formado pelos músicos Heinz Schwebel (trompete), Joatan Nascimento (trompete), Lélio Alves (trombone), Celso Benedito (trompa) e Renato Pinto (tuba), todos professores da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Segundo o assessor técnico de Música do Departamento Nacional do Sesc, Gilberto Figueiredo, a temática Bandas de Música traça um panorama das tradicionais bandas que estão espalhadas por todo o Brasil e são reconhecidas como importantes instituições formadoras de músicos e responsáveis pela base da educação musical de grande número de instrumentistas.

Com o passar do tempo, Figueiredo acredita que as bandas, apesar da expressão cultural, precisaram adequar repertórios ao gosto popular e as formações originais foram desaparecendo. “O Sonora Brasil traz quatro formações distintas, sendo três representantes de grupos tradicionais que se apresentam em ruas e praças e um representante do segmento de música de concerto, com repertórios inspirados nas sonoridades das bandas”, revela Figueiredo.

Além do Paraná, em 2017, o projeto seguirá pelos estados das regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste brasileiro, apresentando os grupos Corporação Musical Cemadipe (GO), ABandinha (AM), Sociedade Musical União Josefense (SC) e Quinteto de Metais da UFBA (BA).

A programação, grupos e informações sobre a temática estão disponíveis aqui.

 

Sonora Brasil

O Sonora Brasil é um projeto temático do Sesc que tem como objetivos despertar um olhar crítico sobre a produção e sobre os mecanismos de difusão da música no país, incentivar novas práticas e novos hábitos de apreciação musical e promover apresentações de caráter essencialmente acústico, que valorizem a autenticidade sonora das obras e de seus intérpretes.

De acordo com a técnica de Música do Sesc, Sylvia Letícia, o projeto tem por objetivo despertar um olhar crítico sobre a produção e a difusão de expressões musicais identificadas com a história da música no Brasil.

Desde a sua primeira edição, em 1998, o projeto já recebeu cerca de 80 grupos, em mais de 5.319 apresentações pelo Brasil, alcançando um público superior a 520 mil espectadores. Em 2017, serão realizados 420 concertos e mais de 108 cidades receberão o projeto.

 

Crédito Imagem: Alessandra Nohvais

 

Postado em: Música, Sonora Brasil